Mobilidade

Ponte D. Amélia entre Cartaxo e Salvaterra de Magos reaberta esta sexta-feira

Ponte D. Amélia entre Cartaxo e Salvaterra de Magos reaberta esta sexta-feira

A circulação da Ponte Rainha D. Amélia, que liga os concelhos do Cartaxo e de Salvaterra de Magos, no distrito de Santarém, foi reaberta esta sexta-feira, após ter estado quase um mês encerrada, informou a Câmara Municipal do Cartaxo.

Numa nota, a autarquia informou que a reabertura da ponte à circulação ocorreu "depois do cabal esclarecimento remetido" pela Infraestruturas de Portugal (IP), esta sexta-feira de manhã, ao município do Cartaxo, informando que os mais recentes dados "sobre os levantamentos batimétricos e a inspeção aos pilares da Ponte Rainha D. Amélia não evidenciam evolução que ponha em causa a estabilidade dos pilares da ponte, elemento estrutural da responsabilidade desta empresa".

A circulação na ponte tinha sido encerrada em 20 de dezembro, na sequência da passagem por Portugal da depressão Elsa, devido a previsões de ocorrência de ventos fortes e do aumento da corrente do rio Tejo, com a subida do caudal, pelo "inesperado e súbito início das descargas das barragens espanholas e portuguesas".

Os presidentes dos dois municípios, Pedro Magalhães Ribeiro (Cartaxo) e Hélder Esménio (Salvaterra de Magos), justificaram a decisão com "questões de segurança das fundações, pilares e estruturas de apoio do tabuleiro", considerando "a segurança das pessoas o primeiro valor a preservar".

Segundo o município do Cartaxo, na informação que hoje recebeu da IP, a empresa voltou a recomendar "a reparação urgente dos aparelhos de apoio situados sobre o pilar 13 e sobre o encontro do lado de Salvaterra, ambos do lado jusante, atendendo às deficientes condições de segurança estrutural e da circulação rodoviária", bem como o condicionamento da circulação rodoviária a veículos ligeiros e a uma velocidade máxima de 30 quilómetros/hora, e a "vigilância apertada" da ponte até à reparação dos aparelhos de apoio.

O município referiu ainda que a IP "já remeteu aos municípios do Cartaxo e de Salvaterra de Magos, para apreciação, o anteprojeto para as obras de requalificação da ponte".

"As duas autarquias já se pronunciaram sobre o mesmo, aguardando agora, com expectativa, que o concurso público para as obras há muito reivindicadas seja lançado em breve", sublinhou.

Segundo o protocolo das duas autarquias com a IP, compete à Câmara do Cartaxo monitorizar a ponte através do levantamento batimétrico e de inspeção subaquática aos pilares da ponte, cabendo à Câmara de Salvaterra de Magos o levantamento topográfico do tabuleiro.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG