Exclusivo

Incêndio em Ourém: "A desorientação era tal, que ninguém sabia o que fazer"

Incêndio em Ourém: "A desorientação era tal, que ninguém sabia o que fazer"

Moradores, familiares e desconhecidos enfrentaram os incêndios junto às habitações.

Em Aldeia de Santa Teresa, Freixianda e Ramalhais, no concelho de Ourém, a população conseguiu impedir que as chamas alcançassem as casas, com a ajuda de baldes e de mangueiras. Mas não teve tempo para evitar que o fogo consumisse uma habitação, onde residia um idoso, com dois filhos deficientes, que foram acolhidos por um amigo. Ninguém ficou ferido.

"Parecia o fim do Mundo", assegura José Serafim, 61 anos, morador em Aldeia de Santa Teresa. Quando se apercebeu do incêndio, as chamas estavam a 50 metros de casa. "Ficámos em pânico. A desorientação era tal, que ninguém sabia o que fazer". Uma fagulha entrou-lhe em casa e um colchão começou a arder.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG