Salvaterra de Magos

Menino que caiu do terceiro andar está livre de perigo

Menino que caiu do terceiro andar está livre de perigo

Estava a brincar na varanda com animais quando se desequilibrou.

O menino de quatro anos que caiu do terceiro andar de um prédio, na quarta-feira à noite, em Salvaterra de Magos, continuava esta quinta-feira em observação no Hospital D. Estefânia, em Lisboa, mas em situação "estável e fora de perigo", apurou o JN junto de fonte daquela unidade hospitalar.

A criança estava em casa com o pai e ter-se-á desequilibrado quando brincava com os animais domésticos na varanda, caindo desamparado na via pública. Quando os bombeiros chegaram ao local, encontraram-no consciente. Por haver suspeitas de ter sofrido um traumatismo craniano, "foi estabilizado com equipamento especial para crianças" e conduzido de ambulância para Lisboa, explicou o comandante dos Voluntários de Salvaterra de Magos, Paulo Dionísio.

Desfecho pouco habitual

Numa primeira fase, o estado do menino foi classificado como grave, mas as observações no D. Estefânia vieram contrariar este prognóstico, uma situação pouco habitual em quedas semelhantes, segundo a mesma fonte hospitalar.

Chamada a investigar as causas da queda, a GNR concluiu não haver indícios de crime, pelo que comunicou a ocorrência à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), com conhecimento ao Ministério Público, a quem caberá decidir sobre eventuais averiguações posteriores.

Nas operações de socorro estiveram envolvidos sete operacionais da corporação de Salvaterra de Magos, elementos da GNR e a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do hospital de Santarém.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG