Santarém

Proteção Civil de Santarém aciona Plano Especial de Emergência para cheias

Proteção Civil de Santarém aciona Plano Especial de Emergência para cheias

A Comissão Distrital de Proteção Civil de Santarém acionou o Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo no seu nível de Alerta Azul devido à previsível subida das águas, decisão tomada após reunião de emergência.

A reunião foi convocada depois dos valores previstos atingirem o limite para ativação do Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) disse hoje à agência Lusa que o Alerta Azul é o mais baixo de uma escala de quatro, tendo acrescentado que, para o dia de hoje, "prevê-se um ligeiro aumento dos caudais debitados pelas barragens, o que potencialmente contribuirá para um aumento dos níveis registados no rio Tejo".

Neste sentido, a proteção civil aconselha a população e serviços municipais de proteção civil, bem como solicita aos órgãos de comunicação social, para que "continuem a alertar a população para as medidas de autoproteção em caso de cheias".

A Proteção Civil pede à população para retirar das zonas confinantes das linhas de água, normalmente inundáveis, equipamentos agrícolas, industriais, viaturas e outros bens, retirar os animais para locais seguros, não atravessar, com viaturas ou a pé, estradas ou zonas alagadas, e que desenvolvam as ações necessárias para a sua proteção, da família e bens.

Em consequência da precipitação ocorrida durante os últimos dias, concentrada na bacia do Tejo, os caudais deste rio e dos seus afluentes têm vindo a aumentar, o mesmo acontecendo com o caudal do rio Sorraia, apesar de, neste último caso, se verificar, neste momento, uma diminuição nas barragens que o alimentam (Maranhão e Montargil).

Atendendo ainda aos avisos meteorológicos e Estado de Alerta Especial para precipitação e ventos fortes para o distrito de Santarém e para os restantes distritos do país no dia de hoje, "é expectável um agravamento dos caudais", e com efeitos previsíveis em alguns dos municípios ribeirinhos.

Hoje, em Constância, é previsível a oscilação dos caudais junto das zonas confinantes aos rios Zêzere e Tejo, em Vila Nova da Barquinha é expectável a submersão do parque de estacionamento do Cais de Tancos, na Golegã a proteção civil aponta para a possível submersão durante o dia de hoje da EN365 na ponte do Alviela e a jusante do Pombalinho, com possibilidade de isolamento da povoação de Reguengo do Alviela.

Segundo a Proteção Civil, neste momento os seguintes locais/estradas estão afetados pela situação hidrológica relatada: submersão do parque de estacionamento de Constância (rio Zêzere), submersão da Estrada de Meias (Coruche), da Estrada da Amieira (EM1427) (Coruche), da Estrada do Rebolo (Municipal H) (Coruche), da Estrada Municipal 1456 - Estrada Campo (Benavente), da Estrada Municipal nº 1 - Estrada dos Lázaros - Ponte da Broa (Golegã), submersão da Estrada Municipal nº 30 - (Golegã), da Estrada Municipal Setil » Vale da Pedra (Cartaxo), da Estrada de Campo - Paúl do Boquilobo (Torres Novas), e ainda a submersão da Ponte dos Alcaides - Almajões (Santarém) e da E.M. A2 - Benfica do Ribatejo (Almeirim).