Almada

Ataque de cães na Caparica lança busca a matilha vadia

Ataque de cães na Caparica lança busca a matilha vadia

A Câmara Municipal de Almada está a preparar a recolha de uma matilha composta por cerca de dez cães errantes localizada no parque de estacionamento da praia da Cabana do Pescador, na Costa de Caparica, depois do ataque ocorrido na manhã do passado domingo. Uma mulher de 42 anos foi mordida numa perna.

A ação vai decorrer no fim da época balnear, informa ao JN fonte oficial da Câmara, o que, para Carina Justo, vítima do ataque, não é suficiente. "Os cães atacam quando veem alguém sozinho e até ao fim do verão receio que me ataquem novamente", diz ao JN.

De acordo com fonte da Câmara, "o Serviço Veterinário efetuou uma visita ao local para avaliação da colocação de um parque de matilhas que permita capturar e depois esterilizar os canídeos, com o envolvimento de várias entidades. Foi definido que o momento ideal para esta ação será após o fim da atual época balnear".

O ataque de domingo ocorreu pelas 7 horas, quando Carina Justo, natural de Almada, se dirigia para o local de trabalho, num bar de praia. "Todos os dias, os cães se atiram ao carro e naquele dia, assim que saí do automóvel, um dos cães aproximou-se de mim e mordeu-me a perna".

GNR chamada ao local

A mulher foi suturada com pontos no Hospital Garcia de Orta e no dia seguinte voltou ao trabalho. Foi novamente rodeada pelos cães e não conseguiu sair da viatura. A GNR foi chamada ao local e elaborou um relatório para enviar à Câmara para que o município recolha os animais.

A matilha está sinalizada. A Câmara informa que "estes canídeos fogem ao contacto humano, tendo já sido efetuadas diversas tentativas de abordagem pelos serviços do Município, sem sucesso".

Outras Notícias