O Jogo ao Vivo

Almada

Jovens apanhados em agueiro resgatados por surfistas na Costa da Caparica

Jovens apanhados em agueiro resgatados por surfistas na Costa da Caparica

Cinco jovens foram resgatados do mar por surfistas na Costa da Caparica, depois de terem sido arrastados por um agueiro, uma corrente forte de retorno que corre em sentido contrário ao areal e leva o banhista para zonas mais profundas. O caso ocorreu na noite desta terça-feira. Dois jovens, com 15 e 18 anos, foram transportados para o hospital por exaustão.

A Polícia Marítima de Lisboa e um nadador-salvador, que estava de folga, perto da Praia da Cabana do Pescador, acorreram ao local. De acordo com Diogo Vieira Branco, comandante da Polícia Marítima de Lisboa, "os surfistas que presenciaram a situação levaram os jovens em risco de afogamento para o areal".

"Dois deles foram transportados para o hospital por exaustão, engoliram muita água e os restantes não precisavam de assistência", prossegue Diogo Vieira Branco. No momento da ocorrência, a praia já não tinha assistência a banhistas, que termina às 19 horas.

PUB

Para o local deslocaram-se também elementos dos Bombeiros Voluntários da Amora e de de Almada, bem como a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) do Hospital Garcia de Orta, em Almada.

A Autoridade Marítima Nacional aconselha que perante um agueiro, o banhista deve sobretudo não entrar em pânico, nem tentar vencer a corrente. Deve pedir ajuda e nadar lateralmente até deixar de se sentir o efeito da corrente. Depois, deve tentar sair da água num local afastado desta corrente.​

Os agueiros podem aparecer junto de molhes, afloramentos rochosos ou ao longo das praias a intervalos regulares. Estas correntes podem ser muito fortes, arrastando o banhista, desprevenido, para zonas afastadas e mais profundas da praia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG