Protesto

População juntou-se para exigir Urgência no Centro de Saúde de Grândola

População juntou-se para exigir Urgência no Centro de Saúde de Grândola

Cerca de 50 pessoas reuniram-se esta quinta-feira no centro de Grândola para exigir a reabertura da Urgência no Centro de Saúde de Grândola, encerrada desde 2009.

A alternativa, desde então, passa pelo Hospital do Litoral Alentejano, a cerca de 30 quilómetros desta vila alentejana.

A concentração foi organizada pela Comissão de Utentes do Litoral Alentejano e contou com a presença de utentes, autarcas e profissionais de saúde. A comissão de utentes critica o Governo por "assumir ações de propaganda sem se objetivarem alterações concretas". "Não é admissível que os Utentes mantenham sérias limitações no acesso a cuidados de saúde, mantendo-se igualmente a degradação das instalações dos serviços de saúde", pode-se ler na resolução que foi aprovada e enviada à Assembleia da República.

Para além da reabertura da Urgência no Centro de Saúde de Grândola, é exigido ao Governo a realização de consultas médicas nas diversas Extensões de Saúde com a periodicidade de, no mínimo, uma vez por semana, contratação de Profissionais de Saúde e a colocação de Médico Pediatra no Serviço de Urgência Pediátrica do Hospital do Litoral Alentejano durante 24 horas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG