Moita

CDU tenta recuperar a maioria absoluta

CDU tenta recuperar a maioria absoluta

O concelho da Moita estava habituado a ser liderada pela CDU com maioria absoluta na vereação. Mas esse cenário acabou em 2017, com os comunistas a perderem um dos cinco lugares que tinham para a coligação PSD/CDS. O PS ficou com os mesmos lugares que tinha em 2017, três, mas aumentou dos cinco mil para os sete mil o número de eleitores, razão pela qual é uma força a temer pelos comunistas.

O presidente da autarquia, Rui Matias, recandidata-se este ano pela CDU e espera recuperar o lugar que permita governar com maioria absoluta. Pela oposição, o PS concorre com Carlos Albino, que em 2017 foi eleito vereador. E há coligação renovada entre PSD e CDS, que apoiam Luís Nascimento, também eleito vereador no passado ato eleitoral. A luta parece renhida na Moita, que ainda conta com o Bloco de Esquerda, que também tem um lugar na vereação e espera mantê-lo com a candidatura de Joaquim Raminhos.

Entre os partidos que não conseguiram eleger um vereador, não são ainda conhecidas as candidaturas do PAN, que apresentou Hélder Silva em 2017, nem do PCTP MRPP. O candidato do Chega, partido que deverá concorrer a todos os concelhos do distrito de Setúbal, ainda não é conhecido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG