Palmela

Artista vende arte em exposição para ajudar bebé Rodrigo 

Artista vende arte em exposição para ajudar bebé Rodrigo 

O designer Vítor Vitorino vai vender a arte que tem em exposição no Castelo de Palmela para ajudar a família de Rodrigo, o bebé que nasceu com deformações graves em outubro de 2019, em Setúbal.

São três obras que o artista tem na exposição coletiva que se encontra no Castelo de Palmela até domingo, dia em que será efetuada a venda presencial.

"O dinheiro será entregue diretamente à avó do Rodrigo neste último dia de exposição e vamos aceitar os valores mais altos", diz Vítor Vitorino, familiar distante de Rodrigo, que sempre acompanhou o crescimento do bebé. O gestor de profissão na área do desporto convida "quem estiver interessado em ajudar o Rodrigo através da compra das obras a dirigir-se no domingo ao Castelo de Palmela para ajudar diretamente a família".

Vítor Vitorino admite que, desta forma, os pais do Rodrigo vão ter mais ajuda para financiar os tratamentos e terapias.

O bebé completou dois anos em outubro e está a ser acompanhado na pediatria do Hospital de São Bernardo, bem como no Hospital Dona Estefânia. Começou recentemente a fazer fisioterapia e terapia da fala.

Os pais lançaram uma campanha de recolha de tampinhas para ajudar financeiramente a custear os tratamentos. Há pontos de recolha em vários estabelecimentos da região de Setúbal e também na exposição no Castelo de Palmela.

Na justiça, o Ministério Público arquivou o caso contra Artur de Carvalho, o médico obstetra que seguia a mãe do bebé Rodrigo e não identificou as deformações com que a criança nasceu. O caso foi arquivado porque Artur de Carvalho não causou as deformações e não haveria forma medicamente possível de as extinguir ou minorar se tivessem sido detetadas a tempo.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG