Sesimbra

Sobrevivente do Meco quebra silêncio mas só com a Lusófona

Sobrevivente do Meco quebra silêncio mas só com a Lusófona

Um mês e meio após a misteriosa morte dos estudantes da Lusófona, o sobrevivente falou. Não com os familiares das vítimas, que exigem explicações, mas com a administração daquela universidade.

João Miguel Gouveia, o alegado único sobrevivente da tragédia do Meco, esteve reunido com o filho do administrador da Lusófona, Manuel José Damásio, e com um adjunto da Direção. O encontro sigiloso ocorreu nas instalações daquela universidade, no Campo Grande, em Lisboa, ao final da tarde de quinta--feira, apurou o JN junto de funcionários da instituição.