O Jogo ao Vivo

Setúbal 

Bombeiros chamados a intervir 29 vezes devido a chuva intensa e vento forte 

Bombeiros chamados a intervir 29 vezes devido a chuva intensa e vento forte 

Os bombeiros sapadores e voluntários de Setúbal foram chamados 29 vezes para inundações na via pública e quedas de árvores devido à chuva intensa e vento forte que atingiram a cidade durante esta manhã de sexta-feira.

José Luís Bucho, coordenador da proteção civil, afasta a existência de desalojados e explica que as inundações foram sobretudo na via pública, não afetando casas.

"Houve danos a registar numa viatura estacionada no Bairro da Azeda que foi atingida pela queda de uma árvore", avança o coordenador da proteção civil setubalense.

Um homem sofreu ferimentos na Sapec Bay, quando um tornado levantou telhas de fibrocimento, mas já teve alta hospitalar. "O homem estava a retirar as telhas após o tornado quando sofreu ferimentos e já saiu do hospital, onde apenas fez um curativo", afirmou José Luís Bucho.

As zonas mais afetadas pelas inundações foram a da Camarinha e da Aranguês, perto do hospital, entre as 10 e as 14 horas. O túnel do Quebedo esteve mesmo fechado.

Durante a tarde, com a maré cheia, registaram-se galgamentos costeiros na zona ribeirinha da cidade. Nenhum dano foi registado, embora o passadiço na praia de Galapos tenha sido arrastado pela força do mar.

Para este sábado estão previstas iniciativas de limpeza dos areais das praias de Setúbal, Sesimbra e costa de Tróia por voluntários e movimentos cívicos. A Polícia Marítima de Setúbal já alertou os participantes para adequar os trabalhos às condições atmosféricas. O coordenador da Proteção Civil de Setúbal alerta mesmo para que as praias não sejam frequentadas, principalmente durante a maré cheia, devido à força do mar e à previsão de vento forte.

Outras Notícias