Natureza

Javalis voltam aos banhos na Arrábida

Javalis voltam aos banhos na Arrábida

Depois de em 2017 um grupo de javalis ter sido filmado numa praia da Serra da Arrábida, os banhistas voltaram esta quinta-feira a ser surpreendidos pela presença dos animais que procuravam refrescar-se.

As imagens, cedidas ao JN, mostram dois animais dentro de água na Praia dos Coelhos durante a tarde, numa altura em que poucas dezenas de pessoas estavam nesta praia, considerada selvagem pela falta de acessos e infraestruturas no local. Em 2017 os animais foram avistados na praia imediatamente ao lado, em Galapinhos.

Este ano, é a segunda vez que os javalis são vistos nos areais das praias da Arrábida. Há cerca de um mês um animal foi avistado na Praia do Creiro. Pedro Vieira, do Clube da Arrábida, não admite surpresa pelo avistamento, tendo em conta a fase avançada do verão. "Normalmente no fim do verão os javalis são vistos mais frequentemente nos areais à procura de comida que já não encontram na serra da Arrábida".

O presidente do Clube da Arrábida, que participa nas caçadas organizadas no local para controlar o número de animais considera que ainda que possam parecer animais dóceis, há que ter cuidados acrescidos e evitar contactos. Ao JN, perante a situação de 2017, o ICNF alertava para os perigos da convivência de javalis com seres humanos, principalmente nos cuidados a ter perante este animal selvagem.

"Mesmo mais habituado à presença humana, o javali não deixa de ser um animal selvagem. Há cuidados a ter tais como não se aproximar, não procurar o contato, e especialmente não dar comida.

É um animal que em algumas situações se pode revelar extremamente agressivo, em especial as fêmeas com crias que podem investir perante qualquer ameaça à sua prole, inclusive contra o ser humano. São conhecidos casos em que os animais podem ter comportamentos bruscos (e mesmo ataque em defesa) pelo que a preocupação deve ser constante".