Sines

Fogo em fábrica de pneus foi extinto e já não há perigo para a população

Fogo em fábrica de pneus foi extinto e já não há perigo para a população

O incêndio num aglomerado de pneus que deflagrou quarta-feira de madrugada e originou uma nuvem de fumo extensa e tóxica para a população de Sines foi esta quinta-feira de manhã dado como extinto.

A delegada local de saúde do litoral alentejano emitiu na quarta-feira um aviso à população que padece de problemas respiratórios para ficar em casa, fechar as janelas ou, em caso de urgência, dirigir-se ao Hospital do Litoral Alentejano, mas esta quinta-feira, com o dissipar da nuvem de fumo, afirma que "a população pode voltar à sua vida normal".

As chamas deflagraram às 3.28 horas da madrugada de quarta-feira na fábrica de reciclagem de pneus Recipneu localizada no Complexo Industrial de Sines e o incêndio foi dominado quatro horas depois, mas por se tratar de material de borracha que queima lentamente, não foi possível extingui-lo e conter a nuvem de fumo negro. Ao início da tarde ocorreu um pequeno reacendimento, com parte dos pneus a arder em fogo lento. Apesar deste reacendimento, que explicou o fumo que se voltou a ver na cidade de Sines, o incêndio foi rapidamente dominado e decorrem, em paralelo, as operações de rescaldo.

O combate às chamas mobilizou mais de 50 operacionais de várias corporações de bombeiros desde Ourique a Pinhal Novo, bem como GNR e do Serviço Municipal de Proteção Civil.

Conteúdo Patrocinado