Covid-19

Quarentena preventiva para dois bombeiros de Arcos de Valdevez após contacto com idoso

Quarentena preventiva para dois bombeiros de Arcos de Valdevez após contacto com idoso

Duas bombeiras, com 23 e 34 anos, de Arcos de Valdevez, concluíram esta terça-feira a quarentena preventiva, após terem contactado com um professor infetado.

No regresso ao serviço, as duas operacionais acabaram por render o Segundo Comandante da corporação e um colega, que também vão ter de cumprir 14 dias de isolamento.

Segundo o comandantes dos Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez, Filipe Guimarães, a medida serve para "passar a mensagem a todos os bombeiros de que não se pode facilitar e o equipamento está lá e é para usar".

De acordo com aquele responsável, o Segundo Comandante, com 58 anos, e um operacional de 23 anos, contactaram com um idoso infetado, utente do Lar de Grade. "Não cumpriram na totalidade o protocolo da segurança. Não usaram o equipamento de proteção todo. Tinham luvas e máscaras, mas não vestiram o fato", declarou. "Ao colocá-los de quarentena, estamos a passar uma mensagem de que obrigatoriamente têm de usar todo o equipamento de proteção. Não se pode facilitar".

Os bombeiros estão a cumprir quarentena na sede do Motoclube de Arcos de Valdevez.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG