Obra

Bombeiros de Arcos de Valdevez com novo quartel concluído ainda este ano

Bombeiros de Arcos de Valdevez com novo quartel concluído ainda este ano

Está em curso a segunda fase da obra de requalificação do quartel dos Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez. Uma obra há muito desejada e que está orçamentada na totalidade em cerca de 600 mil euros.

Segundo o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez, Germano Amorim, esta obra era quase impensável dada a situação financeira em que estava a associação. "Muitos não acreditavam que fosse possível face à situação financeira desastrosa em que encontrado a associação, porém, com pertinácia e ambição, conseguimos. Nessa primeira fase, recorremos aos fundos comunitários no âmbito do POSEUR e em mais de 200 candidaturas a nível nacional, apenas três projetos foram aprovados, incluído o nosso. Apenas isto, seria motivo de ampla satisfação e orgulho. Porém falta terminar a fase seguinte de recuperação da parte edificada existente que já está em curso", explica o presidente Germano Amorim.

A autarquia através de protocolo de cooperação acabou por dar mais um contributo, desta vez no valor de 295 mil euros, que vai ser pago em três fases, até 2021. Para a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez este "apoio realiza-se a pensar na melhoria e reforço dos equipamentos e condições de proteção dos arcuenses e daqueles que visitam o concelho".

De acordo com o presidente da Associação Humanitária a obra estará concluída entre os meses de agosto e setembro, deste ano e a instituição tem contado também com a ajuda de toda a sociedade. "Em oito anos sob a minha presidência nunca apresentamos um relatório e contas negativo e isso não se deve a nenhum tipo de milagre financeiro, mas, tão somente se deve ao esforço coletivo de toda a sociedade, dos nossos associados, funcionários, bombeiros, no qual se destaca o comando e membros dos órgãos sociais, que acreditam coletivamente em sempre fazer mais e melhor, com rigor, determinação e crença em prol de Arcos de Valdevez e de Portugal", atesta o presidente.

Imobusiness