Melgaço

Cadáver encontrado no rio Minho é de pescador desaparecido

Cadáver encontrado no rio Minho é de pescador desaparecido

O cadáver encontrado, ao início da tarde deste sábado, por um popular, a boiar no rio Minho, em Penso, Melgaço, trazia vestida roupa descrita pelos familiares do pescador desaparecido naquela localidade há cerca de um mês.

De acordo com o Comandante da Capitania do Porto de Caminha, Pedro Cervaens, tudo indica tratar-se do corpo do homem de 67 anos, residente em Alvaredo, que desapareceu na noite de 21 de abril, depois de ter saído de casa para ir a uma pesqueira (estruturas em pedra típicas do Minho, em forma de muros, existentes nas margens do rio, onde são colocadas redes para pescar lampreia).

"Era a roupa que os familiares nos tinham dito que o pescador vestia no dia do desaparecimento", confirmou Pedro Cervaens, referindo que o cadáver foi encontrado "a cerca de 600 metros do local de desaparecimento", e já foi removido para as margens do rio, por uma embarcação da Polícia Marítima.

Dado o adiantado estado de decomposição do corpo, o reconhecimento será feito no Instituto de Medicina Legal, em princípio, através de exame de ADN.

ver mais vídeos