Ponte da Barca

GNR repôs barreiras e reforçou presença na fronteira da Madalena

GNR repôs barreiras e reforçou presença na fronteira da Madalena

A GNR aumentou a presença na fronteira da Madalena, em Lindoso, Ponte da Barca, colocando novas grades e fitas proibitivas, daquela força, com reforço do Destacamento de Intervenção da GNR de Viana do Castelo.

O envio de força musculada da GNR para a zona ocorreu poucas horas depois de a Câmara Municipal de Ponte da Barca ter levantado as barreiras que colocara na fronteira, um gesto simbólico de protesto por o Governo manter o local fechado, não permitindo que seja um posto de passagem, controlado permanentemente pela GNR, para trabalhadores transfronteiriços e veículos de emergência, como ambulâncias.

Segundo testemunhou o JN, um elevado número de militares da GNR, oriundos de Ponte da Barca, Arcos de Valdevez e Viana do Castelo, ainda com operacionais da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS) da Guarda Nacional Republicana, patrulharam a Estrada Nacional 203, num vaivém constante, este domingo, mantendo-se junto da fronteira.

Evidenciando apreensão e algum nervosismo com a presença dos jornalistas, os militares da GNR precipitaram a sua saída do local, acabando por voltar poucos minutos depois, já na sequência da retirada de membros do Destacamento de Intervenção (vulgo "Polícia de Choque"), pedindo para não os fotografarem nem de costas, nem os carros da GNR.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG