Ponte de Lima

Garraiada com anões promete forte polémica

Garraiada com anões promete forte polémica

Pedro Rodrigues, natural da Moita do Ribatejo, é fã "do ambiente que se vive durante a Vaca das Cordas" e propôs um momento de programação diferente, que foi acolhido pela organização do secular evento tauromáquico.

"A primeira parte do espetáculo terá recortadores que fazem várias acrobacias sobre o touro. Depois, entram os sete anões vestidos de Estrunfes para fazerem várias brincadeiras com vitelos", explica o organizador.

A garraiada com anões é apresentada como "um evento cómico" que vai "fazer o público rir até cair". A atividade já foi autorizada pela Câmara Municipal e vai realizar-se numa praça amovível, com capacidade para 2200 espectadores, que será instalada junto à Avenida dos Plátanos.

Os anões são naturais da Colômbia, do México e de Espanha. Foi do lado de lá da fronteira que Pedro Rodrigues, no desempenho da carreira de recortador, teve contacto com este tipo de espetáculo e procura agora implementá-lo em Portugal. "Apesar de se realizar pela primeira vez nesta vila, vai ser um sucesso", antevê o organizador, de 38 anos.

Em Ponte de Lima, há quem desconheça esta atividade, até porque o programa da Vaca das Cordas ainda não começou a ser distribuído. Há também quem não veja "mal algum" e quem se mostre muito crítico por considerar que se trata do "aproveitamento de uma deficiência" e por não estar relacionado com a tradição.

Iniciativa a repetir

Um portal dedicado ao concelho (pontedelima.com) lançou um inquérito sobre a garraiada e, apesar de apenas contabilizar cerca de 150 votantes até ao momento, 75% "acham mal" a realização do evento, 16 aprovam e 9% mostram-se indiferentes.

Este novidade surge para alargar o programa da tradicional Vaca das Cordas que se realizava na véspera do Corpo de Deus. Com a suspensão do feriado, passou para a sexta-feira (20 de junho, no caso) e pretende-se dinamizar o fim de semana.

O presidente da Associação Os Amigos da Vaca das Cordas, Aníbal Varela, admite que a garraiada com anões pode repetir-se no próximo ano "se tiver sucesso" e não quer "alimentar polémicas".

Sete forcados anões, mascarados de Estrunfes, pretendem fazer o público de Ponte de Lima "rir até cair", no dia 21 de junho, a seguir à Vaca das Cordas. A garraiada está a dividir a opinião dos limianos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG