Comércio

Mercados "da saudade e urbano" impulsionam vendas online de produtos em Ponte de Lima

Mercados "da saudade e urbano" impulsionam vendas online de produtos em Ponte de Lima

O designado "mercado da saudade" e o público urbano estão a impulsionar as vendas online de produtos locais de Ponte de Lima. A plataforma "Mercado Agrolimiano", criada há dois meses, tem dado escoamento à produção de fumeiro, carnes, vinho verde, hortofrutícolas, cogumelos, mel, compotas e doçaria.

Segundo os promotores do projeto divulgado esta quinta-feira, a Câmara de Ponte de Lima e a Cooperativa Agrícola dos Agricultores do Vale do Lima- Coopalima, as vendas têm crescido a nível nacional e em países de emigração, e o objetivo próximo é também alargar à Galiza, abrindo caminho para penetrar no "mercado ibérico".

Dos 1400 produtos já disponíveis online, os que tiveram maior procura até agora foram os do setor do fumeiro (cerca de 50%) e dos vinhos verdes. Em particular, para clientes que depois de terem passado ou vivido naquele concelho, recorrem à plataforma para adquirir artigos que já conhecem.

Atualmente, dezoito empresários agrícolas escoaram produção através do "Mercado Agrolimiano", e há outros quatro a iniciar vendas. "Estes produtos têm ido para as Áreas Metropolitanas do Porto e Lisboa e para o denominado «mercado da saudade»", afirmou esta quinta-feira o presidente da Câmara de Ponte de Lima, Vítor Mendes. O autarca refere que o projeto será em breve complementado com a instalação de uma loja física na sede da cooperativa Coopalima, que servirá de espaço de exposição, divulgação e venda de produtos dos mesmos parceiros.

Para Vítor Mendes, "o êxito da plataforma vai permitir atingir um objetivo acalentado há já alguns anos de ter um selo de garantia [de origem dos produtos]".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG