Valença

Vendas nas feiras caíram 85%

Vendas nas feiras caíram 85%

A crise bateu violentamente à porta da maioria das feiras do país, com quebras de vendas nos últimos dois anos a rondar os 85%.

Segundo o presidente da Federação Nacional das Associações de Feirantes (FNAF), José Manuel Abranja, a situação está a levar muitos feirantes a abandonar os postos de venda, por incapacidade de, com o apuro do negócio, cobrir as despesas inerentes ao exercício da actividade. "Não exagero se disser que as quebras nas vendas actualmente devem rondar os 80 a 85% em relação a 2009. Há muitos feirantes que antigamente tinham orgulho em operar em determinadas feiras e hoje muitos deles têm desistido porque não conseguem fazer nelas o suficiente para compensar as despesas que as mesmas dão, por aí já se vê que não estou a exagerar", declarou, ao JN, o dirigente da FNAF, referindo que a situação é transversal a "todas as feiras do país".

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa