O Jogo ao Vivo

Covid-19

Apoio ao "take away" em Viana pode ser alargado aos táxis

Apoio ao "take away" em Viana pode ser alargado aos táxis

O apoio da Câmara e da Associação Empresarial de Viana do Castelo (AEVC) aos custos do transporte de refeições para entrega ao domicílio, em vigor desde a semana passada, poderá também vir a abranger os táxis que operam naquele concelho.

Segundo Luís Nobre, vereador que detém a pasta do Desenvolvimento Económico, está a ser avaliada a inclusão dos operadores de táxi na medida criada para apoiar o setor da restauração, estimulando a procura do serviço de "take away".

Em carta dirigida a Luís Nobre, uma empresa daquele município (Táxis Filipe), manifestou "a sua indignação" com o facto de terem sido "convidadas duas empresas ligadas à entrega de comida (Mandabir e Comer em Casa), esquecendo um dos outros setores mais atingidos - o das empresas de transportes de passageiros (...)".

PUB

A firma apela a que a autarquia "reavalie o assunto", por forma a que "seja prestado algum apoio" também aos operadores de táxi. Contactado pela Rádio Alto Minho, o Vereador Luís Nobre, declarou que o apoio aos custos do transporte de refeições para entrega ao domicílio, como forma de apoiar os restaurantes do concelho, "é um processo evolutivo", que começou pelas empresas que já operavam no terreno.

"Dentro das mesmas condições, há disponibilidade para alargar a outros operadores. Estamos a avaliar", disse, referindo que "o valor [do apoio] negociado pela Associação Empresarial é de três euros por entrega". Adiantou ainda que a adesão à medida "está a ser muito favorável". "O número de pedidos neste primeiro fim de semana duplicou, o que é interessante" comentou Luís Nobre.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG