O Jogo ao Vivo

Estado de emergência

Autarcas do Alto Minho pedem controlo "urgente" de emigrantes na fronteira

Autarcas do Alto Minho pedem controlo "urgente" de emigrantes na fronteira

Os autarcas dos dez municípios do distrito de Viana do Castelo estão preocupados com o grande fluxo de emigrantes que continua a chegar à fronteira de Valença. Pedem um "controlo urgente" das condições sanitárias e informação sobre as entradas.

"A nossa preocupação é com os emigrantes, porque vem muita gente agora para cá, principalmente para freguesias rurais onde há muitos idosos", diz o presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, José Maria Costa, referindo: "É necessário garantir que as pessoas sejam avisadas e encaminhadas [para os 14 dias de isolamento], e que haja conhecimento dos presidentes de Câmara para que as possamos acompanhar".

Em comunicado, após uma reunião há dias, aquela CIM sublinhou que "nas fronteiras do Alto Minho passam quase 50% dos fluxos de passageiros entre Portugal e Espanha e que o Alto Minho constitui um dos principais territórios de origem da diáspora portuguesa que vive no centro da Europa".

Outras Notícias