Emprego

Câmara de Viana abre concurso para recrutar 11 bombeiros sapadores

Câmara de Viana abre concurso para recrutar 11 bombeiros sapadores

A Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou, esta quinta-feira, a abertura de concurso para recrutamento de pessoal para o corpo de Bombeiros Sapadores do município.

A proposta, aprovada por unanimidade em reunião do executivo, contempla a contratação de 11 bombeiros recrutas, em regime de trabalho em funções públicas.

"Durante os últimos anos, verificou-se uma diminuição dos recursos humanos ao serviço do Corpo Municipal de Bombeiros desta autarquia de Viana do Castelo, sobretudo devido às regras de aposentação destes trabalhadores", descreve a proposta submetida a votação, referindo que a ação de recrutamento pretende "colmatar as lacunas elencadas pelo responsável pela unidade orgânica, atendendo a que existem postos de trabalho vagos no mapa de pessoal da autarquia nesta área".

A Câmara informa ainda que o pessoal será recrutado "entre trabalhadores detentores de relação jurídica de emprego público por tempo indeterminado", mas que, "em caso de impossibilidade de ocupação dos postos de trabalho com recurso aos mesmos, poderão ser recrutados trabalhadores sem vínculo de emprego público previamente constituído".

Denúncia por assédio laboral a trabalhadores

A abertura de concurso para contratação dos 11 bombeiros sapadores acontece numa altura em que o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) tornou público que apresentou uma denúncia junto da Inspeção-Geral de Finanças (IGF) por assédio laboral a alguns trabalhadores dos Sapadores de Viana do Castelo por parte do comandante da corporação. E está a preparar uma ação judicial contra o mesmo e também contra o município.

Em comunicado, o STAL refere que estão em causa "atos discriminatórios, hostis e humilhantes praticados por António José Cruz, comandante do corpo de Bombeiros Sapadores de Viana do Castelo, detido pela Câmara, na relação profissional com alguns dos trabalhadores seus subordinados".

PUB

Hoje, o autarca de Viana do Castelo, José Maria Costa, declarou que o caso configura "uma tentativa de destabilização dos Bombeiros Sapadores" por parte daquele sindicato, e que as suas críticas "não correspondem à realidade". "Iremos colaborar com todas as auditorias que houver", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG