"Aurora do Lima"

Câmara de Viana compra espólio e edifício do jornal mais antigo do país

Câmara de Viana compra espólio e edifício do jornal mais antigo do país

A Câmara de Viana do Castelo aprovou esta quinta-feira por unanimidade a aquisição por 170 mil euros do espólio do jornal "Aurora do Lima", o mais antigo do país, sediado naquela cidade.

A autarquia anunciou que está a negociar também a aquisição do edifício onde atualmente funciona a centenária publicação na Rua Manuel Espregueira, no centro daquela cidade. Anterior ao "Aurora do Lima", a nível nacional, há apenas o jornal "Açoriano Ocidental" fundado em 18 de abril de 1835.

Esta quinta-feira, o executivo municipal deu luz verde à compra da coleção de jornais, desde a edição número 1 em 1855 até à atualidade, e equipamentos e máquinas do próprio jornal, com o objetivo de criar um "Espaço de Memória e Hemeroteca Municipal".

O Presidente da Câmara, José Maria Costa, garantiu que o título continuará em atividade, estando nesta altura em cima da mesa a possibilidade de a redação se manter no edifício, independentemente da futura aquisição.

"O jornal vai continuar. Esta proposta é de aquisição do espólio documental e a segunda proposta que há de vir [também para aprovação pelo executivo] é a aquisição do edifício para ser espaço de Casa Memória da Aurora do Lima e Hemeroteca", esclareceu, adiantando que, nas negociações, "uma das questões que se levantaram foi a possibilidade de não desalojarmos [a equipa do jornal]".

"Acho que tem muito interesse. Eles terem, por exemplo, o primeiro andar para fazer a edição, em regime de comodato, para quando as pessoas visitarem o espaço, poderem ver como se faz um jornal hoje, com os computadores, e também a parte antiga", comentou o autarca, destacando que, a iniciativa camarária, pretende ajudar a publicação centenária.

"Estamos a criar condições para que o jornal mais antigo do país possa continuar e garantir o seu património", concluiu José Maria Costa, que não adiantou por agora os valores que estarão em cima da mesa para aquisição do histórico edifício.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG