Viana do Castelo

Começou abate de plátanos no Cabedelo contestado pelo PAN

Começou abate de plátanos no Cabedelo contestado pelo PAN

Começou o abate de plátanos no Cabedelo, em Viana do Castelo, contestado pelo PAN. A intervenção de derrube de árvores para construção de uma rotunda nos novos acessos ao porto de mar estava suspensa desde setembro.

Começou por ser contestada pela Associação de Moradores do Cabedelo que, após negociação de medidas mitigadoras do abate, em termos ambientais e de segurança, acabou por chegar a um entendimento com a autarquia local. A seguir, o PAN avançou com uma ação cautelar, que manteve a obra suspensa. A Câmara de Viana do Castelo já apresentou defesa com "uma resolução fundamentada" e os trabalhos foram iniciados, tendo sido derrubados já cerca de uma dezena de árvores.

"O PAN deu hoje entrada de um requerimento junto do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga com vista a denunciar o alegado incumprimento da Câmara de Viana do Castelo, que procedeu hoje ao abate de pelo menos uma dezena de plátanos não obstante aquele ato [o abate] se encontrar suspenso pela instância judicial", refere o partido em comunicado.

Questionado pela agência Lusa, o presidente da Câmara de Viana do Castelo José Maria Costa, terá rejeitado qualquer incumprimento, alegando que a resolução fundamentada apresentada pela autarquia junto do tribunal invocando o interesse público da empreitada "legitima a execução dos trabalhos, de forma imediata".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG