Viana do Castelo

Criatividade é a inteligência a divertir-se...

Criatividade é a inteligência a divertir-se...

Einstein já tinha avisado. Em tempos de crise, a criatividade é ainda mais importante que o conhecimento. José Maria Costa, o presidente da Câmara, soube ouvir a mensagem do génio e apostou em fazer de Viana uma cidade criativa.

Viana Criativa é o nome da plataforma que promove no Teatro Sá de Miranda um congresso internacional que conta com a presença de Pier Giorgio Olivetti, o secretário-geral da Cittaslow, e que sublinha o último passo antes da adesão formal da capital do Alto Minho a este movimento internacional que congrega 117 cidades de 27 países.

Produtores de conhecimento (Politécnico de Viana de Castelo - IPVC), empreendedores (Associação Empresarial de Viana do Castelo-AEVC) e o Poder Local (Câmara) são o tripé em que assenta o projeto Viana Criativa e que esteve ontem presente ao seu mais alto nível na sessão inaugural do congresso. "Vamos encontrar soluções criativas para os nossos problemas", garantiu José Maria Costa, que acredita estar a dar início a um processo muito venturoso de instalar um ambiente criativo na sua cidade.

Luís Ceia (AEVC) concorda com o autarca: "Acho que estamos no bom caminho e Viana vai ser um bom exemplo de uma cidade saudável, vibrante e moderna, sem por isso perder a sua identidade".

O que raio de história é essa da criatividade? Einstein já deu uma resposta - "É a inteligência a divertir-se" - à pergunta de retórica de Rui Teixeira. Mas o presidente do Politécnico demonstrou que também é criativo: "A criatividade é quase tão importante como o pão, a água ou o ar. As soluções que usamos já estão gastas. Temos de inventar novas. Sermos criativos é sermos capazes de ser grandes, de não ficarmos arrumados no nosso nicho. Não podemos deixar que nos roubem o futuro".

Outras Notícias