Viana do Castelo

Demolição do prédio Coutinho começa esta segunda-feira

Demolição do prédio Coutinho começa esta segunda-feira

A obra de demolição do Edifício Jardim (prédio Coutinho) em Viana do Castelo avança, esta segunda-feira de manhã, após cerimónia de consignação da obra com a presença do Ministro do Ambiente, Matos Fernandes.

Cerca das 11.30 horas serão executados trabalhos para assinalar "o início simbólico" da desconstrução do imóvel de 13 andares, pela empresa Baltor, a quem foi adjudicada a empreitada por concurso público.

Antes será apresentado o projeto do novo mercado a construir no local, consignada a obra e apresentada a própria operação de demolição. Esta prevista uma intervenção do ministro do Ambiente.

Recorde-se que a obra foi adjudicada por perto de 1,2 milhões de euros. Após o início hoje, deverá ser concretizada em maior escala a partir de setembro, segundo apurou o JN.

Ao concurso público para demolição do prédio através de "processo tradicional, sem recurso a explosivos", concorreram 13 empresas de todo o país. O valor base de licitação era de 1,7 milhões de euros, mas a Baltor posicionou-se com a melhor proposta, com um valor de cerca de meio milhão abaixo da base prevista.

A operação, prevista desde o ano 2000 e contestada desde sempre pelos moradores nos tribunais, será executada, durante meio ano.

No espaço do prédio Coutinho, após a demolição, está prevista a construção do novo mercado da cidade. Terá dois andares, 28 lojas e 56 bancas, espaços destinados a atividades criativas e 160 bancas exteriores de venda para produtores do concelho. O projeto já foi aprovado.

PUB

A obra do novo mercado contempla a construção de um túnel com 150 metros a ligar dois parques de estacionamento subterrâneos, um novo com 100 lugares e outro já existente nas proximidades com 220.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG