Viana do Castelo

Despedimentos nos Estaleiros de Viana aumentam desespero no Alto Minho

Despedimentos nos Estaleiros de Viana aumentam desespero no Alto Minho

Os trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo prometem contestar, na rua, a decisão da administração de dispensar 380 dos 720 operários da empresa. PCP indaga Bruxelas sobre a decisão. Câmara fala em "plano de emergência social".

Às 15.30 horas desta quarta-feira, os operários do maior construtor naval do país reúnem-se em plenário para decidir sobre quais serão as formas de luta "imediata", sendo, porém, certo que os trabalhadores deverão protestar, na rua, juntamente com antigos operários.

Ler mais na edição e-paper ou na edição impressa