Coleção

Fotografia de Egídio Santos sobre vida dos antigos estaleiros inaugura Centro de Memória em Viana

Fotografia de Egídio Santos sobre vida dos antigos estaleiros inaugura Centro de Memória em Viana

Uma coleção de imagens que retratam a vida nos antigos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), do fotógrafo Egídio Santos, vai inaugurar este sábado o novo Centro de Imagem, Identidade e Memória daquela cidade.

O espaço vai ser inaugurado a bordo do Navio Gil Eannes com o objetivo de no futuro acolher outro espólio relacionado com a identidade vianense.

"É um conjunto de imagens do dia-a-dia de trabalho dos estaleiros, que surgiram de uma reportagem que fiz para o jornal Independente. E mais tarde pedia para voltar, em 1992, para fazer mais imagens pelo prazer de fotografar", contou Egídio Santos, recordando: "Nessa altura tive liberdade total para andar pelos estaleiros e fotografei, desde momentos de trabalho, lazer, retratos mais frontais e tudo o que vi". O fotógrafo considera que o seu espólio retrata "o ambiente do que era a vida dos estaleiros nessa altura".

Segundo comunicado divulgado esta sexta-feira pela Câmara Municipal, o Centro de Imagem, Identidade e Memória da Câmara Municipal a inaugurar este sábado, trata-se de "uma valência criada como instrumento funcional para fomentar o conhecimento do património imagético do Município, que compreende os espólios fotográficos, o fundo postal e o fundo fílmico em arquivo, bem como promover o reconhecimento da produção contemporânea de fotografia, no universo de identidade local".

Outras Notícias