CIM

Indústria e Turismo no Alto Minho com acesso a apoios no valor de 5,3 milhões

Indústria e Turismo no Alto Minho com acesso a apoios no valor de 5,3 milhões

A Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) anunciou, esta sexta-feira, a divulgação de avisos de sete concursos a apoios ao Programa de Apoio à Produção Nacional (PAPN), destinados às micro e pequenas empresas de setores da Industria e Turismo.

Portugal 2020O anúncio foi feito esta sexta-feira, numa conferência de imprensa online, pelo presidente da CIM, José Maria Costa, referindo que a apresentação de candidaturas decorrerá até 26 de fevereiro.

Um dos concursos tem como destinatários empresas de animação turística e agências de viagens e turismo, e uma dotação financeira de 198 mil euros. Outro destina-se a micro e pequenas empresas, classificadas como Lojas com História, Lojas Tradição e Lojas Produção Territorial, e tem uma dotação orçamental de 210 mil euros. E está também aberto um concurso para apoiar restaurantes típicos e do tipo tradicional, pensões, estalagens e pousadas com restaurante que pretendam adotar o referencial "Amar o Minho". Neste caso, a dotação máxima é de 870 mil euros.

Para artesãos e unidades produtivas de artesanato em atividade há mais de dois anos, está aberto um concurso com um orçamento de 85 mil euros, e para micro ou pequenas empresas das indústrias alimentar e de bebidas, associadas a recursos endógenos do Alto Minho, está em curso um aviso de concurso com uma dotação de cerca de 2,7 milhões de euros. Finalmente, para qualificação de oferta de alojamento de Turismo nas áreas do Turismo no Espaço Rural e Parques de Campismo e de Caravanismo, está aberto um concurso com uma dotação de 450 mil euros. E para as micro ou pequenas indústrias dos setores têxtil, vestuário, veículos automóveis, equipamento elétrico, metalúrgicas de base, madeira, cortiça e papel, também decorre um concurso para apoios com uma dotação de 840 mil euros.

"A taxa de incentivo máxima a conceder à totalidade dos avisos é de 40% para os investimentos localizados em territórios do interior e de 30% para investimentos nos restantes territórios, a que acresce uma majoração de 10 ou 20 pontos percentuais em função do sector empresarial a que se refere a candidatura", informou José Maria Costa, sublinhando que "o incentivo do Programa de Apoio à Produção Nacional (PAPN) revestirá a natureza de subvenção não reembolsável, ou seja, as entidades beneficiárias não terão de devolver a verba que lhes venha a ser atribuída".

A apresentação de candidaturas realiza-se através de formulário eletrónico no Balcão 2020, sendo que os avisos estão disponíveis para consulta nos sites do Portugal 2020, do Norte 2020 e da CIM Alto Minho.

No próximo dia 22 de janeiro, a CIM Alto Minho irá realizar uma sessão de esclarecimento, em formato online, sobre aquele novo sistema de incentivos.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG