Viana do Castelo

Aulas suspensas após queda de material à entrada de escola primária

Aulas suspensas após queda de material à entrada de escola primária

A queda de cinco placas de madeira no teto da entrada da escola primária de Perre, em Viana do Castelo, levou o agrupamento Pintor José de Brito a determinar hoje o encerramento do estabelecimento de ensino por razões de segurança, informou a diretora.

Em declarações à agência Lusa, Teresa Marques explicou que a queda daquele material ocorreu na quinta-feira, ao final da tarde, não tendo causado vítimas.

O estabelecimento de ensino é frequentado por 87 alunos.

Teresa Marques explicou que, "por precaução, o agrupamento decidiu suspender as aulas durante o dia de hoje, sendo que os trabalhos de reparação estão em curso e a as aulas serão retomadas na próxima segunda-feira".

A responsável disse desconhecer as razões que levaram à queda das placas de madeira do teto da entrada da escola, uma "obra realizada há 10 anos".

Contactada pela Lusa, a vereadora da Educação da Câmara de Viana do Castelo, Maria José Guerreiro, adiantou que a "escola foi isolada e que a equipa camarária está a proceder à reparação da estrutura".

O presidente da Junta de Perre, Vasco Cerdeira, confirmou à Lusa que "a queda das cinco placas de madeira, da cobertura do corredor que abriga os alunos entre a escola e a porta de acesso ao estabelecimento de ensino, ocorreu na quinta-feira, cerca das 17.45 horas, após a saída das crianças, não tendo causado ferimentos em ninguém".

O autarca adiantou que, "na altura, decorria no interior da escola uma reunião de pais, que se aperceberam da situação, tendo a Junta de Freguesia comunicado de imediato o caso à Câmara Municipal, que iniciou diligências para resolver a situação".

Imobusiness