Viana do Castelo

Relicário de São Bartolomeu exposto após furto

Relicário de São Bartolomeu exposto após furto

O bispo da Diocese de Viana do Castelo, D. Anacleto Oliveira, presidiu esta quinta-feira a uma missa em honra de São Bartolomeu dos Mártires, onde foi exposto pela primeira vez o relicário do novo santo após o furto em junho.

A eucaristia, na Igreja de São Domingos em Viana, celebrou o anúncio da canonização do "santinho da ribeira", como é conhecido Frei Bartolomeu naquela cidade.

"Há cinco anos que esperava por este dia", disse D. Anacleto, referindo-se já ao beato como "São Bartolomeu". A canonização foi anunciada pela Santa Sé para 10 de novembro. Frei Bartolomeu dos Mártires nasceu em Lisboa, em maio de 1514, e faleceu no convento de Santa Cruz (hoje de São Domingos) de Viana do Castelo, a 16 de julho de 1590. O seu túmulo está na Igreja daquele convento.