Demolição

Prédio Coutinho desapareceu da paisagem de Viana do Castelo

Prédio Coutinho desapareceu da paisagem de Viana do Castelo

O Edifício Jardim (prédio Coutinho) desapareceu, este sábado, da paisagem de Viana do Castelo.

A demolição ainda não foi concluída, mas os trabalhos avançaram, este sábado, de tal forma, que o prédio de 13 andares, que outrora acolheu cerca de 300 moradores, está praticamente reduzido a uma montanha de escombros.

A demolição com recurso a uma máquina giratória de longo alcance (braço atinge cerca de 40 metros) começou no dia 6 de dezembro de 2021.

A empreitada, a cargo da empresa Baltor (Viana do Castelo), entrou agora na reta final. A operação deverá ser concluída em junho, segundo a última estimativa feita pela sociedade VianaPolis, que se mantém ativa por causa da obra.

Recorde-se que o processo da demolição do prédio Coutinho se arrastava há mais de duas décadas. A decisão, tomada no ano 2000, no âmbito do programa Polis, sempre foi contestada nos tribunais pelos moradores.

O imóvel com 105 frações foi construído no centro histórico da cidade de Viana, na década de 70, por Fernando Coutinho, antigo emigrante no Congo belga, que faleceu em 2010, em plena luta dos residentes contra a demolição.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG