O Jogo ao Vivo

Covid-19

Quatro turmas e 31 professores e funcionários de Melgaço em isolamento

Quatro turmas e 31 professores e funcionários de Melgaço em isolamento

Quatro turmas, num total de cerca de 80 alunos, quinze funcionários funcionários, dezasseis professores do agrupamento de escolas de Melgaço, estão em isolamento profilático.

A medida, que abrange também os familiares próximos dos visados, foi decretada pela Direção-Geral da Saúde, após ter sido detetado um caso de covid-19 numa professora. E é considerada "desproporcionada" pela direção do agrupamento, que se queixa de ter ficado com a escola a funcionar "com apenas quatro funcionários".

"Consideramos que é uma medida exagerada, desproporcionada, porque temos apenas um caso de uma professora que está a lecionar níveis de ensino onde a máscara é permanente. E depois toda esta situação de funcionários e dos coabitantes", declarou ao "Jornal de Notícias" a subdiretora Alzira Domingues, referindo.

A situação mais problemática tem a ver com os funcionários. Os professores, com o ensino à distância, a vai-se compondo. Isto está a condicionar o funcionamento do agrupamento", acrescentou.

O caso positivo da docente foi confirmado na quinta-feira e a ordem terá chegado, segundo Alzira Domingues, via email através da autoridade de saúde na sexta-feira ao início da tarde. "A medida que veio diretamente da DGS determina que os alunos que tenham tido aulas com a professora [infetada], assim como os respetivos coabitantes, não docentes e os docentes que lecionaram com essas turmas nos dias 13 e 14, ficariam em isolamento profilático até dia 30 de abril", descreveu a subdiretora do agrupamento, referindo que as quatro turmas abrangidas são do segundo ciclo, mas "há alunos de outros níveis de ensino também afetados".

"O secundário também foi afetado porque há irmãos", comentou, indicando que "as pessoas estão estão ser convocadas para serem testadas, mas até ao momento não há informação de novos casos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG