O Jogo ao Vivo

Viana do Castelo

Quim Barreiros acusado de atentado ambiental

Quim Barreiros acusado de atentado ambiental

Uma obra que o artista popular está a fazer junto ao rio Âncora, numa freguesia de Viana do Castelo situada na serra de Arga, é alvo de queixas dos ambientalistas, segundo os quais a intervenção constitui "um atentado à biodiversidade".

Em causa está, afiançam, a destruição do coberto vegetal e construção de um muro junto às margens do curso de água, intervenções que viriam a ser embargadas pela Câmara Municipal, que deu conta disso ao Ministério do Ambiente, podendo, mesmo, vir a decidir pela demolição das construções e reposição da situação anterior. A intervenção, que decorre na freguesia de Freixieiro de Soutelo, em espaço classificado da Rede Natura 2000, foi, ao que o JN conseguiu apurar, denunciada tanto por particulares como pela associação ambientalista Corema, de Caminha, ao Ministério do Ambiente e à Câmara de Viana do Castelo, apontando os ecologistas que os trabalhos ali realizados "alteraram a topografia do terreno e atingiram o leito do rio".

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG