Exclusivo

Renováveis oceânicas investem 186 milhões de euros em Viana do Castelo

Renováveis oceânicas investem 186 milhões de euros em Viana do Castelo

Um núcleo de novas empresas na área das energias renováveis oceânicas está a emergir em Viana do Castelo, com investimentos que chegam aos 186 milhões de euros. Estão em curso grandes projetos ligados ao aproveitamento em meio aquático da energia do vento, das ondas e do sol. Em vias de desenvolvimento o primeiro centro europeu de teste de robôs marítimos em ambiente real.

O presidente da Câmara, José Maria Costa, considera que o município está perante "um cluster das energias renováveis oceânicas com aquilo que se conhece de melhor, com a melhor investigação e o melhor desenvolvimento".

Na linha da frente segue o projeto Windfloat Atlantic, pertencente ao consórcio Windplus, constituído pela EDP Renováveis, a Engie, a Repsol e a Principle Power. E que representa um investimento global de 125 milhões de euros. Iniciou em julho a sua atividade plena, com a instalação de três torres eólicas ao largo de Viana (a 20 quilómetros da costa).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG