O Jogo ao Vivo

Viana do Castelo

Tapete de sal gigante criado junto ao Santuário da Senhora d'Agonia

Tapete de sal gigante criado junto ao Santuário da Senhora d'Agonia

A Comissão de Festas da Romaria de Nossa Senhora d'Agonia anunciou, esta quarta-feira, que, na noite de quinta para sexta-feira, cerca de meia centena de pessoas vão trabalhar na criação de um tapete de sal junto ao Santuário da padroeira naquela cidade.

Segundo comunicado divulgado pela organização das festas, que este ano ainda vão decorrer "a meio-gás" por causa da pandemia, será criado um "tapete de duas toneladas de sal que homenageia mulheres da Ribeira" de Viana.

"Mais de 50 pessoas vão preparar um tapete de 100 metros quadrados, utilizando duas toneladas de sal e homenageando a mulher da Ribeira de Viana do Castelo, momento de destaque da Romaria d"Agonia de 2021", informa a Comissão de Festas, referindo que "o tapete será confecionado na madrugada de quinta para sexta-feira, na Alameda da Senhora da Agonia, e terá 40 metros de comprimento por 2,5 metros de largura, com a particularidade de juntar moradores que todos os anos realizam os mesmos tapetes de sal, mas nas cinco ruas da Ribeira de Viana do Castelo".

E acrescenta: "No único tapete a confecionar este ano - devido às restrições da pandemia -, os moradores decidiram homenagear a mulher da Ribeira e destacar a importância da reciclagem. (...)O trabalho será concluído apenas ao amanhecer do dia 20 de agosto, sexta-feira, dia da Senhora d"Agonia, e poderá ser apreciado ao longo do mesmo dia".

A confecção dos tapetes é um dos momentos altos das festas de Viana, que nos anos anteriores à pandemia, contou várias vezes com a presença de figuras nacionais como o Primeiro Ministro, António Costa e o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues. A referida noite costuma ser animada e atrair centenas de pessoas, que cantam, dançam e bebem nos bares da Ribeira.

Segundo a tradição, os tapetes de sal colorido (e flores também) são confecionados para serem percorridos em procissão pela imagem da Senhora d"Agonia.

"A pandemia impede-nos, pelo segundo ano, de fazermos a festa com o brilho de sempre, mas a dedicação e orgulho do nosso povo são únicos. E com esta genuinidade, esforço e responsabilidade será possível recriar a grandeza da nossa festa, cumprindo todas as regras sanitárias em vigor", afirma António Cruz, presidente da Comissão de Festas da Romaria da Senhora d"Agonia, que começa esta quinta-feira e termina a 22 de agosto.

PUB

A organização informa que a festa de 2021 "volta a ter alguns momentos ao vivo, no Centro Cultural de Viana do Castelo, como o regresso da Festa do Traje e dos concertos musicais, mas faz-se sobretudo com um programa "online", através de conteúdos inéditos a divulgar nas redes sociais".

De acordo com o programa da Romaria, na quinta-feira, 19 de agosto, pelas 11 horas, realiza-se a habitual apresentação de cumprimentos da Comissão de Festas ao Executivo Municipal, que terá transmissão em direto nas redes sociais a partir do Teatro Municipal Sá de Miranda, com as típicas mordomas da Romaria a ocuparem as frisas da sala.

Pelas 16 horas serão divulgados conteúdos multimédia sobre o tradicional Desfile da Mordomia e pelas 16.30 horas apresentado o livro "A Mordomia", de Hermenegildo Viana.

O primeiro dia de festa encerra com o espetáculo também já habitual dos Sons do Minho, no Centro Cultural, pelas 22 horas, com lotação de público ao vivo limitada e transmissão em direto nas redes sociais.

Na sexta-feira, 20 de agosto, será divulgado nas redes sociais da Romaria, pelas 9 horas, um vídeo inédito sobre os Tapetes da Ribeira e às 10.30 horas transmitida em direto nas mesmas plataformas a Solene Concelebração Eucarística no Santuário de Nossa Senhora d"Agonia. À tarde, pelas 16.30 horas, será divulgado outro vídeo produzido para esta Romaria, sobre a tradicional Procissão ao Mar, que também não se realiza em 2021, e às 22 horas o Centro Cultural de Viana do Castelo recebe o espetáculo de Augusto Canário e Amigos, igualmente com limitação de público e transmissão em direto nas redes sociais.

No sábado, 21 de agosto, serão divulgados vídeos e conteúdos multimédia sobre a Revista de Gigantones e Cabeçudos (12 horas) e sobre o Cortejo Histórico-Etnográfico (14 horas), outros dois momentos tradicionais que não se realizam este ano, devido à pandemia. Com lotação limitada e transmissão em direto nas redes sociais, realizam-se
ainda no Centro Cultural o Festival de Folclore (15 horas) e o concerto da Orquestra Popular Sopro de Cordas de Outeiro (22 horas).

No domingo, 22 de agosto, último dia da festa, realiza-se pelas 10.30 horas a Eucaristia Solene no santuário de Nossa senhora d"Agonia e às 22 horas, com lotação limitada e transmissão em direto nas redes sociais, volta a realizar-se a Festa do Traje, depois do interregno em 2020, igualmente no Centro Cultural. Serão ainda divulgados vídeos sobre a habitual Procissão Solene em honra de Nossa Senhora d'Agonia, às 16 horas, e sobre a típica Serenata de Fogo-de- artifício, pelas 24 horas, dois momentos que também não serão realizados este ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG