Projeto

Viana transforma antiga "praça da morte, em praça da vida"

Viana transforma antiga "praça da morte, em praça da vida"

Começou, esta segunda-feira, a obra de reconversão da antiga praça de touros de Viana do Castelo. O edifício, que em grande parte será demolido, dará lugar a um equipamento para a prática desportiva, mantendo a traça e volumetria original, de forma a manter a memória do espaço anterior.

Na apresentação do projeto, esta segunda-feira à tarde, pelo arquiteto Rui Cavaleiro, o presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa, considerou que a obra, orçada em cerca de 3,7 milhões de euros, permitirá que "a praça da morte se transforme na praça da vida".

Deverá ser concluída até 2023 (tem um prazo de execução de 18 meses), a tempo de acolher eventos relacionados com a Cidade Europeia do Desporto, que nesse ano decorrerá naquela cidade.

A futura "Praça Viana", assim se designará o equipamento, será entregue à gestão da Escola Desportiva de Viana (EDV), para apoio às suas atividades. E "durante o dia e nos períodos de atividades letivas estará ao serviço da comunidade escolar".

O autarca José Maria Costa admitiu a possibilidade da futura praça poder receber também, se necessário, eventos culturais, já que inclui "uma bancada amovível com 600 lugares". Segundo o arquiteto Rui Cavaleiro, "cerca de 80%" do antigo redondel será futuramente "área de jogo", e será criada uma bancada com 230 lugares.

A empreitada foi adjudicada à empresa Baltor. A praça de touros de Viana do Castelo foi desativada em 2009.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG