Peso da Régua

Bombeiros ajudam bebé a nascer numa escola

Bombeiros ajudam bebé a nascer numa escola

Os bombeiros voluntários do Peso da Régua foram chamados para fazer o transporte de uma grávida, que estava no interior da Escola EB 2,3 de Godim, mas encontraram-na já em trabalho de parto.

A bebé não quis esperar por chegar à maternidade e o parto acabou por ser feito na casa de banho do estabelecimento de ensino.

"A mãe já estava numa fase avançada da gravidez. Estava a acompanhar uma tia que tinha ido tratar de assuntos na escola, quando sentiu dores", explicou ao JN o comandante dos bombeiros do Peso da Régua, Rui Lopes, que acrescentou que "mais uma vez, o parto decorreu sem problemas e com grande sucesso".

Maria Irene Santos, 24 anos, natural de Galafura, Peso da Régua, deu à luz a primeira filha, Rosa, ontem de manhã. A bebé nasceu com 3,150 quilogramas e 48 centímetros.

Paula Arrobas, tia da parturiente, revelou que mãe e filha estão bem de saúde. "Estávamos na escola, mas já tínhamos ideia de ir ao centro de saúde porque ela andava com dores. Afinal nasceu logo ali. Agradeço a todos na escola porque ajudaram-nos muito a manter a calma", contou.

Os bombeiros foram chamados às 10.20 horas de quarta-feira. Um professor da escola, que é bombeiro da corporação, prestou a primeira ajuda à parturiente. Os tripulantes da ambulância, António Quintela e Agna Salgueiro, chegaram rapidamente ao local e auxiliaram no parto. Também foi acionada a ambulância de Suporte Básico de Vida (SIV) de Lamego.

Esta já não é a primeira vez que a corporação reguense ajuda a fazer partos. "Os dois bombeiros já fizeram muitos partos e têm bastante experiência", garantiu o comandante. Depois do nascimento, mãe e filha foram encaminhadas para o hospital de Vila Real.

Em setembro deste ano, os bombeiros também ajudaram o pequeno Tomás a vir ao mundo, em casa dos pais, com 3,430 quilos e 48 centímetros.

ver mais vídeos