O Jogo ao Vivo

Premium

Professor acusado de esganar aluno continua a dar aulas

Professor acusado de esganar aluno continua a dar aulas

A Direção do Agrupamento de Escolas João Araújo Correia, na Régua, decidiu manter em funções o professor de Matemática acusado de agressão por um aluno enquanto decorre o processo de averiguações, aberto na sequência da participação da mãe.

Nuno Silva, 15 anos, queixou-se de uma agressão do professor de Matemática, no final de uma aula, na passada terça-feira, numa altura em que se encontravam sozinhos. Apresenta marcas no pescoço. Segundo a mãe, Lisa Silva, o filho diz que "foram feitas pelo docente" e que já motivaram uma deslocação do jovem ao Hospital de Lamego e a apresentação de uma queixa por agressão no posto da GNR de Peso da Régua.

A escola solicitou a nomeação de um instrutor à Inspeção-Geral da Educação para conduzir o inquérito. O diretor do agrupamento, Salvador Ferreira, referiu, ao JN, que o docente, com cerca de 65 anos, pode manter-se a dar aulas até à conclusão do inquérito e que ontem assegurou o seu horário letivo. O responsável indicou que também aconselhou o estudante a ir às aulas. Todavia, Lisa Silva garantiu que o filho foi à escola, mas não foi à aula de Matemática "porque estava lá aquele professor", acrescentando que o adolescente diz que faltará àquela disciplina "e que alguém se terá que responsabilizar por isso".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG