Porto

Iberdrola sobe indemnizações de casas afetadas por sistema de barragens do Tâmega

Iberdrola sobe indemnizações de casas afetadas por sistema de barragens do Tâmega

Os moradores das 52 casas que vão ficar submersas por causa da construção das barragens de Daivões, Alto Tâmega e Gouvães vão ver aumentadas as indemnizações.

A decisão foi comunicada esta segunda-feira pelo presidente da Câmara de Ribeira de Pena, João Noronha, no final de uma reunião com representantes da Iberdrola, da Agência Portuguesa do Ambiente, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, e os autarcas de Boticas, Chaves, Vila Pouca de Aguiar e Cabeceiras de Basto.

Na prática, vão ser pagos 950 euros por metro quadrado de cada casa afetada.

De acordo com João Noronha, a Iberdrola assegurou ainda que as famílias já não serão realojadas em contentores e, em vez disso, a empresa vai assegurar o pagamento de casas que serão arrendadas no centro da vila.

Caberá também à Iberdrola o pagamento das novas habitações a construir nos terrenos que o Município vai disponiblizar "a um preço simbólico de dez cêntimos o metro quadrado".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG