Sabrosa

Granizo provocou prejuízos nas vinhas de Sabrosa

Granizo provocou prejuízos nas vinhas de Sabrosa

A queda de granizo e o vento forte provocaram, esta quarta-feira, "avultados" prejuízos em vinhas e pomares de três freguesias do concelho de Sabrosa, em área inserida na Região Demarcada do Douro, disse o presidente da autarquia.

José Marques, presidente da Câmara de Sabrosa, disse à agência Lusa que cerca das 17 horas começou uma forte trovoada, acompanhada de granizo e vento forte, que atingiu as freguesias de Vilarinho de São Romão, Celeirós e Provesende.

"Foi tanto o gelo que horas depois ainda se via na berma da estrada e alguns automobilistas queixaram-se também de terem ficado com os carros amolgados", frisou.

O autarca adiantou que, na quinta-feira de manhã, técnicos da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN) vão deslocar-se à área afetada para fazerem uma avaliação dos estragos.

No entanto, José Marques salientou que o mau tempo afetou "muitos viticultores" e uma "vasta área".

Muitos destes agricultores vivem exclusivamente da vinha.

O presidente da Casa do Douro (CD), Manuel António Santos, referiu que o granizo afetou "cerca de 50%" das vinhas deste território, salientando ainda que, nesta altura, as videiras já estão com os cachos formados, o que causa ainda mais estragos.

PUB

"É mais um problema a juntar aos tantos outros que afetam os nossos viticultores", afirmou.

Para além das vinhas, o mau tempo afetou ainda pomares e hortas.

Em maio, o granizo atingiu também uma área de vinha nas freguesias de Nogueira e de Ermida, no concelho de Vila Real.

Os viticultores afetados reivindicaram "apoios excecionais" ao Governo, saindo por duas vezes à rua, em manifestações de protesto contra a falta de resposta por parte do Ministério da Agricultura.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG