Exclusivo

Em Trás-os-Montes, espera-se um inverno duro com o preço do gás a disparar

Em Trás-os-Montes, espera-se um inverno duro com o preço do gás a disparar

Depois da pandemia, IPSS de Bragança e de Vila Real enfrentam a crise energética.

A energia, eletricidade e gás, tem um peso tão grande no orçamento da Santa Casa da Misericórdia de Bragança (SCMB) que, com os aumentos previstos, pode desequilibrar as contas deste ano.

Estima-se uma derrapagem a chegar aos 600 mil euros. "Entre agosto de 2021 e agosto de 2022, tivemos um aumento de 230% no preço do gás natural. Se no ano passado gastámos cerca de 87 mil euros, este ano o valor subiu para 279 mil euros. Com a eletricidade e os combustíveis, que também custam mais, estimamos que até ao fim de dezembro cheguem aos 500 mil euros de gastos", calculou Duarte Fernandes, membro da mesa administrativa da SCMB.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG