Vila Real

Ilustradores reúnem-se "à volta da fogueira" para homenagear olaria de Bisalhães

Ilustradores reúnem-se "à volta da fogueira" para homenagear olaria de Bisalhães

O Museu da Vila Velha, em Vila Real, vai inaugurar, esta sexta-feira, a exposição "Caruma - Um Olhar Sobre Bisalhães", que junta 15 ilustradores à volta da fogueira, onde do fumo nascem obras que homenageiam a Olaria Negra de Bisalhães, património cultural imaterial da UNESCO.

A exposição conta com a curadoria da associação cultural e artística Instantes Mutantes e, segundo a organização, reúne ilustradores nacionais e internacionais, como Mariana Rio, Tiago Galo, Adamastor, Ricardo Ladeira, Bruno Rajão e Pedro Lourenço.

"A visão e a voz dos ilustradores sobre o tema, surge sob a forma de ilustração impressa em risografia, uma técnica de impressão, onde o erro pode estar presente, o que confere um toque único em cada impressão", revela a organização.

Aos ilustradores nacionais que podemos encontrar em "Caruma", juntam-se ilustradores internacionais do Brasil, Uruguai e Dinamarca. Além da ilustração, a exposição inclui uma instalação do designer Tiago Sousa, em que o fogo traz as peças de olaria até ao Museu.

O processo de fabrico da Olaria Negra de Bisalhães foi incluído, em novembro de 2016, na lista do património cultural com necessidade de salvaguarda urgente da UNESCO, a mesma onde está inscrito o fabrico de chocalhos. A exposição "Caruma - Um Olhar Sobre Bisalhães" ficará patente no Museu da Vila Velha até 31 de agosto.