Vila Real

Túnel do Marão poderá ficar encerrado vários dias

Túnel do Marão poderá ficar encerrado vários dias

Ainda não há uma data prevista para a reabertura do Túnel do Marão, no sentido Amarante-Vila Real, após um incêndio num autocarro, no domingo. Autarca diz que "é preciso afinar questões de segurança".

Um autocarro da empresa Rodonorte, que fazia a ligação entre Braga e Vila Real, ardeu por completo, este domingo, no interior do Túnel do Marão. A viatura foi retirada algumas horas depois, mas o fogo provocou estragos no sistema de iluminação e de videovigilância, que necessitam de reparação.

A Infraestruturas de Portugal (IP) está a proceder à avaliação da extensão dos danos, pelo que a reabertura está dependente da reposição dos equipamentos afetados, prevendo-se que possa ocorrer dentro de "alguns dias".

O trânsito na galeria Norte, sentido Vila Real-Porto, foi restabelecido às 6.30 horas desta segunda-feira. O trânsito na galeria oposta, no sentido Porto-Vila Real, está a ser desviado para o Itinerário Principal 4 (IP4).

O presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos, voltou a criticar mudança de centro de vigilância do Túnel do Marão para Almada. Em dezembro de 2016, o autarca já tinha alertado para a "necessidade de afinar algumas questões em relação à segurança".

"O túnel tem um centro de controlo que é controlado a partir de Almada. Estamos convencidos que isso não ajuda a que este tipo de acidentes possa ser tratado convenientemente", afirmou. O autarca exige que seja feito "um relatório e uma investigação exaustivos" sobre a forma como foram acionados os sistemas de socorro.

O incêndio não provocou feridos, mas quatro dos 20 passageiros abandonaram o local noutras viaturas ligeiras que estavam a passar no Túnel naquele momento e procuraram assistência no Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD). Os quatro jovens chegaram a ser dados como desaparecidos, quando os restantes passageiros foram transferidos para um segundo autocarro que a empresa enviou para o local.