Aviação

Vila Real espera mais helicópteros de combate a incêndios

Vila Real espera mais helicópteros de combate a incêndios

O aeródromo de Vila Real deverá receber mais helicópteros de combate a incêndios, depois de o abatimento da pista desta infraestrutura ter obrigado ao reposicionamento de dois aviões anfíbios em Mirandela.

"Se o distrito de Bragança recebeu agora duas aeronaves de asa fixa, é legítimo que Vila Real seja reforçado com helicópteros para minimizar alguma descompensação que possa surgir", afirmou o presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos.

Neste momento, existe apenas um helicóptero de combate a incêndios no aeródromo de Vila Real, que deixou de poder ser utilizado por aviões. Rui Santos revelou que a autarquia está a "estudar, em conjunto com o Ministério da Administração Interna" uma solução para "não diminuir" a capacidade de ação no distrito.

O autarca adiantou ainda que espera que o aeródromo, encerrado na semana passada, possa estar novamente operacional "a tempo da próxima época de incêndios". Sobre o financiamento da obra, que poderá rondar os 400 mil euros, Rui Santos revelou que poderá ser alavancado "através de mecanismos que ainda estão a ser estudados e aprimorados" pela Câmara e pelo Governo.