Vila Real

UTAD estuda papel dos cavalos garranos na prevenção de incêndios florestais

UTAD estuda papel dos cavalos garranos na prevenção de incêndios florestais

Investigadores da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) estão a estudar o contributo do pastoreio dos cavalos de raça garrana na prevenção de incêndios florestais, no âmbito do projeto europeu "Open2preserve".

"Trata-se de um projeto inovador que utiliza garranos na gestão do espaço florestal e, consequentemente na prevenção de incêndios, visando igualmente implementar uma estratégia sustentável do ponto de vista socioeconómico", afirmou Filipa Torres-Manso, responsável pelo projeto da UTAD, em Vila Real.

O estudo que está a ser desenvolvido pela universidade pretende conjugar a "utilização do fogo controlado com o pastoreio de cavalos garranos, respetivamente na limpeza e manutenção das áreas de matos". A expectativa é que os cavalos garranos - raça autóctone de equídeos portugueses, característicos do Minho -, com o pastoreio, ajudem a diminuir a carga de biomassa.

A investigadora da academia transmontana acrescentou que se pretende "também desenvolver a valorização da raça garrana através de estratégias que passam pela implementação de produtos turísticos que consistem na observação de cavalos em estado semisselvagem".

Leia mais em A Voz de Trás os Montes

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG