JN Rede de Notícias

Páscoa: bolo podre de Castro Daire com quebra de 60% nas vendas

Páscoa: bolo podre de Castro Daire com quebra de 60% nas vendas

O Bolo Podre e o Bolo de Azeite, tradicionalmente mais vendidos na altura da Páscoa, nos distritos de Viseu e Guarda, estão a sofrer quedas nas vendas superiores a 50%.

"Houve uma quebra significativa, notória. Estamos a falar de uma quebra na ordem dos 60%", destaca o responsável da Confraria do Bolo Podre e Gastronomia do Montemuro em Castro Daire, Adérito Ferreira.

O dirigente reconhece que o Bolo Podre, "um folar e um doce tradicional de Páscoa", teve uma "quebra significativa que já vem do ano passado, por causa da pandemia, porque não há circulação de pessoas, por causa dos confinamentos".

Leia mais em Jornal do Centro

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG