Souselo

Incêndio em carpintaria propagou-se a casa e fez seis desalojados

Incêndio em carpintaria propagou-se a casa e fez seis desalojados

Um incêndio no armazém de uma carpintaria na localidade de Souselo, concelho de Cinfães, propagou-se à habitação e fez seis desalojados, esta sexta-feira de manhã.

O alerta para o incêndio no armazém foi dado às 7.07, segundo a fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viseu.

"Estamos a falar de um edifício que tem um armazém no rés-do-chão e uma habitação no primeiro andar", disse a mesma fonte, confirmando ao JN que as chamas atingiram a residência, tendo deixado seis adultos desalojados.

Uma das moradias ficou inabitável. A outra ficou danificada com a infiltração de fumo.

"Embora não haja certezas" tudo indica que o sinistro terá tido origem num curto-circuito na instalação elétrica de uma velha carpintaria, localizada no rés-de-chão do edifício que alberga as habitações atingidas pelo fogo.

A carpintaria, embora estivesse desativada há tempo, "tinha no seu interior a maquinaria e muita madeira que, como se percebe, foi um pasto fértil para as chamas. Quando chegamos ao local a nossa preocupação foi proteger as habitações", explicou ao JN, Paulo Soares, comandante dos Bombeiros de Nespereira.

O alerta para a ocorrência foi dado pelas 7.07 horas e, para o local, acorreram os Bombeiros Voluntários de Nespereira, auxiliados pelas corporações de Cinfães e de Castelo de Paiva, com um total de 25 elementos e 10 viaturas.

As habitações eram ocupadas pelo dono da carpintaria e respetiva família de primeira e segunda geração. Em consequência os dois casais ficaram alojadas na residência que apenas foi atingida pelo fumo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG