Acidente

Homem morreu esmagado por varanda em Lamego

Homem morreu esmagado por varanda em Lamego

Nuno Xavier, com 37 anos, morreu esmagado entre a placa de uma varanda que cedeu e a parede da casa que a suportava, esta quarta-feira à tarde, cerca das 17 horas, no bairro de Santo Estevão, em Lamego.

O adjunto de comando dos Bombeiros Voluntários de Lamego, Luís Oliveira, explicou, ao JN, que quando chegaram o local do acidente de trabalho, viram que o homem estava "preso entre a placa da varanda e a parede".

A sacada estava a ser sujeita a obras de ampliação para "cerca de dois metros de largura e três de comprimento". De acordo com Luís Oliveira, o homem estaria "em cima de um escadote a trabalhar na retirada da cofragem". O ferro que ajudava a prender a placa à parede ter-se-á revelado, afinal, insuficiente para aguentar o peso e "a estrutura acabou por ceder apanhando o trabalhador contra a parede da casa".

A primeira preocupação dos bombeiros que acorreram ao local foi a "estabilização da plataforma", para "evitar que pudesse ocorrer outro acidente" durante as manobras de socorro. Depois foi necessário proceder a trabalhos de desencarceramento da vítima, que já estava em "paragem cardiorrespiratória".

As equipas da Ambulância de Suporte Imediato de Vida de Lamego (SIV) e da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) efetuaram as manobras de reanimação indicadas para a situação, mas não conseguiram ter sucesso.

Nuno Xavier, que vivia na freguesia de Ferreiros de Avões, concelho de Lamego, acabou por morrer no Hospital de Lamego.

Para além da tripulação da VMER e da SIV, estiveram no local os Bombeiros Voluntários e a PSP de Lamego, num total de 26 operacionais.